Quinta, 05 de Agosto de 2021 08:49
42988489296
Pecuária SUSTENTABILIDADE

Premix tem artigo publicado na revista suíça Sustainability

A Sustainability é um dos principais fóruns de divulgação de artigos na área de sustentabilidade do mundo e uma das líderes em publicações de consulta aberta, o que estimula o acesso do público à produção científica.

16/07/2021 10h37
260
Por: Redação
O estudo, que utilizou dados produtivos de 300.000 animais e 220.000 hectares, avalia o impacto dos gases de efeito estufa (GEE) no sistema produtivo das fazendas de pecuária brasileiras e as possíveis melhorias na cadeia produtiva.
O estudo, que utilizou dados produtivos de 300.000 animais e 220.000 hectares, avalia o impacto dos gases de efeito estufa (GEE) no sistema produtivo das fazendas de pecuária brasileiras e as possíveis melhorias na cadeia produtiva.

Mais um artigo da Premix é publicado em veículo de pesquisa internacional. Na semana passada, a prestigiada revista suíça Sustainability, divulgou o estudo “Mitigando as emissões de gases de efeito estufa na produção de gado de corte no Brasil através do manejo animal”, escrito pela equipe de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da empresa, em parceria com pesquisadores da UnespFor Jaboticabal. 

 

A Sustainability é um dos principais fóruns de divulgação de artigos na área de sustentabilidade do mundo e uma das líderes em publicações de consulta aberta, o que estimula o acesso do público à produção científica.

 

O estudo, que utilizou dados produtivos de 300.000 animais e 220.000 hectares, avalia o impacto dos gases de efeito estufa (GEE) no sistema produtivo das fazendas de pecuária brasileiras e as possíveis melhorias na cadeia produtiva. Para medir as emissões de metano, óxido nitroso e dióxido de carbono, foram utilizadas as diretrizes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) para inventários nacionais.

 

O coordenador de P,D&I da Premix, André Pastori D’Aurea, explica que as emissões de cada fazenda foram convertidas em dióxido de carbono equivalente (CO2eq) e divididas pela produção de carcaça. “Foi realizada uma análise de regressão entre o equivalente de dióxido de carbono e os índices produtivos para identificar os principais influenciadores produtivos nas emissões de GEE”, ressalta o pesquisador.

 

Segundo D’Aurea, o inventário de carbono variou de 8,63kg a 50,88 CO2eq kg carcaça-1 nas fazendas pesquisadas. O índice produtivo para idade de abate (p <0,0001), ganho médio diário (p <0,0001) e produtividade (p = 0,058) por área correlacionaram-se positivamente com a produção de GEE. 

 

“Os dados indicam que há necessidade de aumentar o ganho médio diário e reduzir o tempo para desfrute, sendo que 920 gr/dia de ganho médio diário e 27 meses para tempo de desfrute podem ser números de referência produtiva para baixa emissão de carbono”, conclui D’Aurea. 

 

Participaram da pesquisa Lauriston Bertelli Fernandes, André Pastori D’Aurea e Luis Eduardo Ferreira, da Premix, e Abmael da Silva Cardoso, Yuri Santa Rosa Guimarães e Ricardo Andrade Reis, da Unesp Jaboticabal.

Para conferir o artigo (em inglês) acesse aqui:

 

Mitigando as emissões de gases de efeito estufa da produção de gado de corte no Brasil por meio do manejo animal

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 08h38 - Fonte: Climatempo
10°
Muitas nuvens

Mín. Máx. 17°

° Sensação
22.1 km/h Vento
86.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (06/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 18°

Sol com muitas nuvens
Sábado (07/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 22°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias