Quinta, 21 de Janeiro de 2021 17:19
42988489296
Floresta BRIQUETE DE CASCA

Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel desenvolve briquete com casca de madeira de eucalipto

Pesquisa foi desenvolvida em parceria com a ScanCom do Brasil, indústria de madeira de eucalipto serrada

23/11/2020 15h14
558
Por: Redação Fonte: Redação
No processo de pesquisa descobriu-se que, além do briquete, ou seja, um produto derivado da compactação de resíduos, também podem ser obtidos outros subprodutos da pirólise da casca de madeira de eucalipto, como bio-óleo e extrato ácido.
No processo de pesquisa descobriu-se que, além do briquete, ou seja, um produto derivado da compactação de resíduos, também podem ser obtidos outros subprodutos da pirólise da casca de madeira de eucalipto, como bio-óleo e extrato ácido.

A casca de eucalipto é um resíduo da indústria da madeira que pode causar grandes impactos ambientais. Foi procurando uma solução para o melhor aproveitamento deste material que a ScanCom do Brasil, indústria madeireira que no país tem sede em Telêmaco Borba (PR), procurou o Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel. “Na época em que o projeto foi iniciado, levantamentos da ScanCom indicavam que a produção de casca de eucalipto das serrarias na região de Telêmaco Borba fossem da ordem de 5 mil toneladas por mês. Assim, buscamos soluções para que este resíduo não precisasse ser descartado e pudesse ser aproveitado, gerando produtos com alto valor agregado”, explica o consultor do Sistema Fiep envolvido no projeto, Mateus Jonsson de Almeida.

No processo de pesquisa descobriu-se que, além do briquete, ou seja, um produto derivado da compactação de resíduos, também podem ser obtidos outros subprodutos da pirólise da casca de madeira de eucalipto, como bio-óleo e extrato ácido. Além disso, o briquete de casca de eucalipto se demonstrou uma excelente fonte de energia, com altas propriedades caloríficas, que podem substituir combustíveis que são utilizados atualmente.

O projeto é um dos investimentos da ScanCom em inovação. “Acreditamos que investir em inovação é essencial para as empresas se manterem ativas e competitivas no mercado, permitindo agregar novos métodos, tecnologias. Com isto viabilizarmos processos, produtos e serviços mais rápidos, eficientes e com maior produtividade”, afirma Roberto Figueira Andrade, gerente da ScanCom do Brasil. “O processo de pirólise da casca de eucalipto se mostrou viável e estamos analisando o investimento nestas novas linhas de produtos e soluções com madeira de eucalipto”, aponta.

 

O Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel

O IST em Celulose e Papel faz parte de uma rede de sete institutos de tecnologia do Senai presentes no Paraná e oferta ensaios laboratoriais e relatórios técnicos para o setor de celulose e papel; pesquisa aplicada e projetos de inovação; desenvolvimento de novas aplicações para resíduos lignocelulósicos e aproveitamento de resíduos. “O setor de celulose e papel é bastante específico, então muitas vezes tem dificuldades de encontrar apoio com expertise voltada ao seu processo ou produto. O IST em Celulose e Papel atua na prestação de serviços como ensaios, consultorias tecnológicas, pesquisas e projetos de inovação focados neste segmento”, afirma Adriane de Fátima Queji de Paula, coordenadora do IST em Celulose e Papel.

Em setembro de 2019, o Instituto inaugurou suas novas instalações. A estrutura conta agora com sete laboratórios dedicados exclusivamente para o desenvolvimento de pesquisa e inovação: laboratório de fabricação de celulose, laboratório de microbiologia, laboratório instrumental, laboratório químico, laboratório de testes físicos e laboratório de nano e biotecnologia. A equipe técnica é formada principalmente por engenheiros químicos, com vasta experiência no processo de fabricação de celulose e papel e a capacidade técnica para otimização do processo e utilização de químicos auxiliares. 

De 2013 a 2020 o Instituto aprovou junto às indústrias 38 projetos de inovação, sendo que 13 deles estão em fase de execução e os demais já foram concluídos.

 

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Com assessoria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 17h13 - Fonte: Climatempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 23°

22° Sensação
13.4 km/h Vento
78.2% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (22/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 23°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (23/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 25°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias