Sábado, 25 de Setembro de 2021
22°

Pancada de chuva

Castro - PR

Senar/PR FORMAÇÃO

Apoio para as atividades dentro da propriedade

Cursos do SENAR-PR voltados para habilidades indiretas a produção proporcionam economia, segurança e independência aos produtores - Por André Amorim

11/06/2021 às 10h20
Por: Redação
Compartilhe:
Dentre as formações profissionais rurais do SENAR-PR mais procuradas em 2020, parte significativa se refere a estas atividades de apoio.
Dentre as formações profissionais rurais do SENAR-PR mais procuradas em 2020, parte significativa se refere a estas atividades de apoio.

Não é apenas diretamente nas culturas do agronegócio que o SENAR-PR empresta seu conhecimento para melhorar a renda e a qualidade de vida da família do campo. A entidade conta com diversas formações profissionais consideradas “atividades de apoio” em seu catálogo. Inicialmente, essas não são ligadas à atividade final do produtor, como produção de grãos, de leite ou olerícolas, mas fundamentais para o funcionamento de qualquer propriedade rural. Cursos como elétrica básica, cercas de arame, administração rural, primeiros socorros, entre outros, fornecem ao produtor paranaense habilidades extremamente úteis no dia a dia das atividades agropecuárias.

Dentre as formações profissionais rurais do SENAR-PR mais procuradas em 2020, parte significativa se refere a estas atividades de apoio. A fatia expressiva não surpreende, pois os benefícios refletem no bolso. Afinal, capacitado, o produtor e/ou o trabalhador rural pode desenvolver aquela atividade autonomamente, sem precisar contratar um terceiro para o serviço. 

Desde que iniciou na piscicultura no distrito de Jotaesse, em Tupãssi, no Oeste do Estado, em 2018, o agrônomo Gustavo Moratelli passou a conviver com uma série de equipamentos elétricos, como motores, painéis e aeradores, que demandavam corriqueiramente a assistência de um técnico especializado para resolução de qualquer problema. 

“A cada visita do eletricista, só para ele me dizer onde estava o problema já custava dinheiro”, lembra o produtor, que tem na energia elétrica um dos principais insumos da atividade, representando cerca de 40% do custo de produção. 

Com 63 mil m² de lâmina d’água de onde saem 410 mil cabeças de tilápia a cada ciclo, Moratelli viu que esta dependência técnica pesava contra sua atividade. Então, decidiu tomar as rédeas do conhecimento. Procurou o Centro de Treinamento Agropecuário (CTA) do SENAR-PR em Assis Chateaubriand onde encontrou o curso de “Elétrica Básica”. “Me ajudou muito, eu não sabia nem usar o multímetro”, afirma, referindo-se ao equipamento utilizado para medir grandezas elétricas, que logo se tornaria seu companheiro de trabalho. Antes eu abria a caixa e não sabia nem identificar os componentes. Hoje já estou até ensinando meu vizinho a mexer com o multímetro. A gente espalha o conhecimento”, complementa. 

Hoje, após o curso, o produtor é capaz de realizar boa parte do diagnóstico nos equipamentos e até mesmo realizar alguns reparos. “Não tenho na ponta do lápis, mas cada visita do eletricista custava R$ 100, sem falar das peças”, calcula Moratelli, que já tem planos para fazer o curso “Motores Elétricos”, também no CTA de Assis Chateaubriand, para complementar o conhecimento necessário para a manutenção dos seus equipamentos. 

Para o gerente técnico do SENAR-PR, Arthur Piazza Bergamini, esse tipo de curso é fundamental para amparar a produção rural e agregar mais renda e qualidade de vida às propriedades. “Mesmo que estas atividades não sejam categorizadas como cadeias produtivas, elas são essenciais na atividade rural. Esse também é o papel do SENAR-PR, contribuir para a autonomia do homem do campo, para que possa ser ativo na busca do conhecimento daquilo que é mais importante para a sua atividade”, avalia. 

 

Organização da casa 

Essas formações, muitas vezes, trazem soluções para diferentes problemáticas encontradas dento de uma propriedade rural, que repercutem não apenas nos negócios, mas na condução da vida dos participantes. É o caso do curso Kaizen 5S, que trabalha a metodologia japonesa visando organizar o negócio rural, permitindo baixar custos e aumentar a produtividade.

Quem completou a formação, como o produtor João Pereira Milan, que possui propriedades em Santa Helena e Diamante d’Oeste, ambas na região Oeste, carrega os ensinamentos aprendidos nas aulas do SENAR-PR. Seu objetivo foi trazer mais organização para a atividade rural, no seu caso produção de grãos e avicultura. “Fizemos [o curso] eu e mais três funcionários, porque acho que tenho que dar o exemplo. Além disso, se eu for cobrá-los de alguma coisa, preciso saber fazer”, justifica. 

Em breve, Milan pretende iniciar a atividade de suinocultura, já dentro dos preceitos de gestão aprendidos no curso. “Os cinco sensos de organização que o instrutor nos passou dão uma firmeza e uma claridade na visão, tanto da atividade quanto da vida particular. Com certeza, isso vai repercutir em menos desperdício de dinheiro. A partir do momento em que você está atento, pode produzir melhor”, avalia. 

 

Estacas e arame 

Os cursos “Cercas de arame farpado e de arame liso” e “Cercas elétricas” envolvem uma habilidade extremamente útil em qualquer propriedade rural, além de representar economia quando o produtor pode desenvolver por conta esse serviço. 

“Hoje, a mão de obra de uma cerca de arame liso sai por R$ 6 o metro, sem contar o material”, calcula o instrutor do SENAR-PR, Ricardo Biscaro, que ministra cursos nesta área. Segundo ele, no que se refere às cercas elétricas, além da economia, é possível garantir a qualidade do serviço. “Muitas vezes, a mão de obra terceirizada não faz direito. Colocar palanque todo mundo sabe, o problema é a parte elétrica”, avalia. 

Além de cuidar das cercas da propriedade com economia e segurança, este curso do SENAR-PR também abre um outro leque de possibilidades, na visão de Biscaro. “Tem gente que aprende no SENAR-PR e depois presta serviço. Ou seja, pode ser uma alternativa de renda”, avalia.

 

Conhecimento que salva vidas 

Além de proporcionar melhores resultados produtivos, maior qualidade de vida e até mesmo opções adicionais de renda, essa modalidade de cursos do SENAR-PR também prepara para situações inusitadas. No caso do trabalhador no agronegócio Carlos Corrêa dos Santos, de Guarapuava, o treinamento “Primeiros Socorros” já fez a diferença entre a vida e a morte em duas ocasiões distintas. 

“Um dia indo almoçar, vi uma Kombi escolar cair numa ribanceira num local sem acostamento da rodovia. Só deu tempo de segurar o carro, ligar o alerta e descer socorrer a pessoa. Tive que quebrar o vidro e remover o motorista que teve um mal súbito. Quando os bombeiros chegaram eu já estava fazendo a massagem cardíaca. Me senti preparado, pois apliquei o que aprendi no curso”, relembra. 

Em outra ocasião, Santos presenciou um acidente rodoviário e chegou a fazer reanimação em um dos acidentados. 

Inicialmente, o produtor procurou o curso do SENAR-PR para atender a um requisito para participar da brigada de incêndio. “O curso é ótimo, independente da função, se tiver um acidente numa fazenda, onde o médico está distante, pode fazer diferença entre a vida e a morte”, pondera Santos. Informativo SENAR/PR

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR Atualizado às 16h32 - Fonte: ClimaTempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 12° Máx. 22°

Dom 26°C 13°C
Seg 28°C 14°C
Ter 29°C 14°C
Qua 24°C 14°C
Qui 18°C 12°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias