Quinta, 05 de Agosto de 2021 08:43
42988489296
Senar/PR SOLIDARIEDADE

Parceria para plantar, solidariedade para colher

Com apoio do SENAR-PR, projeto da horta comunitária de Araruna gera conhecimento, segurança alimentar e renda para dezenas de famílias

21/05/2021 10h15
450
Por: Redação Fonte: Assessoria Senar/PR
O objetivo central da iniciativa é proporcionar segurança alimentar a uma comunidade, até então economicamente vulnerável, e uma nova opção de geração de renda, sem falar no conhecimento técnico advindo dos cursos do SENAR-PR.
O objetivo central da iniciativa é proporcionar segurança alimentar a uma comunidade, até então economicamente vulnerável, e uma nova opção de geração de renda, sem falar no conhecimento técnico advindo dos cursos do SENAR-PR.

Cinco e meia da manhã um jovem levanta para molhar os vegetais. Logo chegam outros produtores para ajudar na lida, trazem mudas, trabalham os canteiros e colhem as hortaliças que, mais tarde, outros integrantes do grupo levarão para a venda. O trabalho é grande, mas compartilhado por muitas mãos. Na horta comunitária da Nova Brasília, comunidade do município de Araruna, na região Noroeste do Estado, cerca de 15 famílias se revezam nas atividades de produção e comercialização de vegetais. 

A iniciativa nasceu de uma parceria entre a prefeitura do município, a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), que proporcionaram recursos humanos e financeiros e o terreno para instalação da horta comunitária, o SENAR-PR, que disponibilizou os cursos do Programa Hortimais para capacitar os participantes, e o Sindicato Rural de Araruna, que promoveu as capacitações. 

O objetivo central da iniciativa é proporcionar segurança alimentar a uma comunidade, até então economicamente vulnerável, e uma nova opção de geração de renda, sem falar no conhecimento técnico advindo dos cursos do SENAR-PR. “Esse projeto tem um cunho social importante. Ele começou na gestão anterior, mas quando eu entrei [na atual gestão do município] busquei a Seab, o SENAR-PR e o sindicato rural local para fazer essa proposta crescer”, conta Sidnei Tomiatto, assistente social da Prefeitura de Araruna. 

No terreno de 600 metros quadrados onde foi instalada a horta comunitária de Nova Brasília existe produção de uma grande variedade de hortaliças, como repolho, couve-flor, cenoura, berinjela, quiabo, rúcula, beterraba, cheiro-verde e couve. Segundo Tomiatto, para que a produção tenha a qualidade desejada, um dos pré-requisitos para participar do projeto é fazer os cursos do SENAR-PR. “A horta vai se desenvolvendo conforme os cursos. Por exemplo, é realizado o curso de solos, aí os integrantes trabalham os canteiros. Depois vem o curso de nutrição, eles trabalham a adubação das plantas. E assim vai. No oitavo curso a horta já está produzindo”, conta o assistente social.

Até o momento, a comunidade de Nova Brasília já fez nove cursos do SENAR-PR ministrados em uma sequência lógica de modo que os participantes da horta comunitária possam aplicar os conhecimentos na prática. Toda produção é conduzida no sistema orgânico. 

“O SENAR-PR que alavancou tudo para nós. Fizeram a proposta dos cursos e eles deram orientação. A gente não tinha muito conhecimento sobre pragas, fungos e doenças da terra. Isso incentivou a buscar mais informações”, conta Antônio Francisco da Rocha, agricultor familiar de Nova Brasília, que já fez nove cursos até o momento por meio do projeto. 

Antes de participar da horta comunitária, Rocha cultivava e vendia bananas e também mantinha uma horta para subsistência, mas conduzida sem conhecimento técnico. Essa condição colocava ele e os outros participantes moradores da comunidade de Nova Brasília em uma desconfortável situação de vulnerabilidade econômica. Nos últimos meses, graças ao projeto, essa realidade está mudando. As vendas dos produtos da horta ocorrem, por enquanto, de porta em porta pelos participantes do projeto. 

 

Sucesso e continuidade 

O sucesso da iniciativa realizada em Nova Brasília levou a proposta da horta comunitária para outras regiões do município. “Esse projeto se estendeu para as comunidades de São Geraldo e São Vicente, onde pretendemos atender em torno de 40 famílias. Em maio, 20 famílias de São Geraldo já estão se capacitando por meio dos cursos do SENAR-PR para colocar em prática seus conhecimentos, estamos atendendo o público”, afirma a mobilizadora do Sindicato Rural de Araruna, Thais Mendes. 

“Com a formação profissional rural gratuita e de alta qualidade oferecida pelo SENAR, alcançamos resultados e sonhamos mais no futuro”, destaca Thaiz Vilmara Martim, coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município.

Cursos do SENAR-PR realizados pelos participantes da horta comunitária de Araruna: 

• Produtor na olericultura - pragas e inimigos naturais; 

• Produtor na olericultura - identificação e controle de doenças; 

• Produtor na olericultura - nutrição de olerícolas; 

• Produtor agrícola - agricultura orgânica – básico; 

• Produtor na olericultura - caracterização e conservação de solos; 

• Produtor na olericultura - colheita e pós-colheita; 

• Produtor na olericultura - planejamento da produção, do plantio à comercialização; 

• Produtor na olericultura - caracterização e conservação de solos; 

• Trabalhador na operação de sistemas de irrigação - Qualidade da água, métodos e manejo de irrigação. 

Informativo Senar/Paraná.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 08h38 - Fonte: Climatempo
10°
Muitas nuvens

Mín. Máx. 17°

° Sensação
22.1 km/h Vento
86.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (06/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 18°

Sol com muitas nuvens
Sábado (07/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 22°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias