Domingo, 09 de Maio de 2021 13:41
42988489296
Negócios PEIXE

COCARI: Cooperativa participa de cerimônia de recebimento de Unidade de Beneficiamento de Pescados em Alvorada do Sul-PR

Instalada em uma área de mais de 53 mil m², a Unidade de Beneficiamento de Pescados tem 1,6 mil m² de construção, que abrange as áreas administrativa, industrial e demais dependências. A capacidade inicial instalada de abate é de até seis toneladas por turno de trabalho, porém foi traçado o objetivo de chegar ao segundo ano de operação com até 12 toneladas de peixes abatidos por dia.

24/04/2021 10h28
279
Por: Redação
A capacidade inicial instalada de abate é de até seis toneladas por turno de trabalho, porém foi traçado o objetivo de chegar ao segundo ano de operação com até 12 toneladas de peixes abatidos por dia.
A capacidade inicial instalada de abate é de até seis toneladas por turno de trabalho, porém foi traçado o objetivo de chegar ao segundo ano de operação com até 12 toneladas de peixes abatidos por dia.

Na manhã da última quinta-feira (22), foi realizada cerimônia de entrega da Unidade de Beneficiamento de Pescados Luís Carlos Bufalo, para o abate de tilápias, que será repassada em regime de concessão para a Cocari no município de Alvorada do Sul-PR, com a participação do governador do estado, Carlos Massa Ratinho Junior; do secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; do secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; do presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Piscicultura, Ricardo Neukirchner; do representante da Cooperativa Central Aurora Alimentos e gerente da unidade de Mandaguari-PR, Gilmar Luís Gruber; do prefeito municipal, Marcos Antonio Voltarelli, do vice-prefeito, Luis Garcia; entre outras autoridades.

 

Cocari - Estiveram presentes também o presidente da Cocari, Dr. Marcos Antonio Trintinalha; o vice-presidente, João Carlos Obici; o superintendente de Logística Integrada, Jacy Cesar Fermino da Rocha; o superintendente administrativo financeiro, Ari Luiz de Oliveira Junior; o gerente industrial da Fábrica de Rações e da Unidade de Beneficiamento de Pescados da Cocari, Fernando Sepulveda; e o engenheiro de pesca, Renne Fagundes de Brito.

 

Gestão da cooperativa - O governador do estado, Carlos Massa Ratinho Junior, falou à assessoria de comunicação da cooperativa. “É uma alegria muito grande participar da inauguração dessa nova indústria na área de frigorífico de peixes e, em especial, tendo à sua frente a gestão da Cocari, que é uma das maiores cooperativas da América Latina, contando com milhares de cooperados e várias plantas industriais e que atuará agora em intercooperação com a cooperativa Aurora nessa região do estado, intensificando o volume de produção de peixes, gerando emprego, desenvolvimento e o fortalecimento da agricultura familiar”, ressaltou. 

 

Impactos do cooperativismo - Ratinho Junior falou ainda sobre o desenvolvimento promovido pelo cooperativismo. “A Cocari já tem uma expertise no setor da agroindústria e nos ajuda a desenvolver outras regiões do Paraná. O cooperativismo é a grande vocação do Paraná e traz uma mudança cultural às localidades, organizando a cadeia produtiva e viabilizando soluções não só para o desenvolvimento econômico, mas também social, a partir da assistência técnica necessária para o aumento da qualidade da produção do cooperado”, disse.

 

Alcance de mercado - Para o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, a inauguração do frigorífico, construído com a ajuda do estado e da União, é oportuna para que a intercooperação Cocari/Aurora promova o incentivo à produção e ao processamento de peixe, expandindo o alcance de mercado desse produto. “Esta será mais uma referência do padrão de qualidade da Cocari para o mundo todo. Acredito muito na capacidade técnica e de organização da cooperativa, que associada ao interesse do produtor e à grande procura do consumidor pela tilápia, que tem no Paraná a liderança de produção nacional, resultará em um empreendimento de sucesso”, avaliou.

 

Potencial da região - O ex-ministro e atual diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar), Reinhold Stephanes, destacou o potencial da região. “Temos água, agricultores, mercado e preço. Contamos com as cooperativas para fazer a integração e comercialização, tudo está encaminhado para obtermos sucesso”, disse.

 

Cooperativismo agrícola - O deputado federal Pedro Lupion destacou a importância do cooperativismo agrícola para a economia e sustento das famílias. “Mesmo em um momento de crise decorrente da pandemia, o cooperativismo agrícola continuou gerando empregos e renda para o nosso estado, colocando o Paraná em posição de destaque no cenário nacional e mundial”, avaliou.

 

Marco histórico - O deputado estadual Alexandre Curi fez um pronunciamento em nome da Assembleia Legislativa. “O anúncio desse investimento em Alvorada do Sul é extremamente importante, diante desse momento delicado que vivemos. Essa inauguração é um divisor de águas para o município, certamente teremos muitas conquistas para os próximos anos”, enfatizou.

 

Fomento econômico - O prefeito do município, Marcos Antonio Voltarelli, contou sobre os primeiros passos dados para a construção do abatedouro. “Em 2005, já tínhamos conhecimento da grande produção de peixes no município e buscamos saber o que o produtor precisava. Sempre acreditávamos que seria necessário compensar os quase quatro mil alqueires de terra perdidos com a construção da represa, feita na década de 1970, e rezávamos para encontrar um parceiro que pudesse viabilizar este projeto e ajudar na recuperação financeira do município, além de promover o desenvolvimento regional”, disse.  

 

Concretização de um sonho - O presidente da cooperativa, Dr. Marcos A. Trintinalha, falou sobre o projeto. “Nosso anseio de explorar um abatedouro de peixes estava focado principalmente na possibilidade de oferecer uma alternativa de renda ao produtor rural, para que ele agregasse valor à sua propriedade e pudesse viver melhor no campo. Fizemos isso com a criação de frangos, em intercooperação com a Aurora, integrando um conjunto de onze cooperativas singulares filiadas à cooperativa central. Com este projeto, ampliamos nossos negócios, buscando constantemente o crescimento de nossos cooperados.  O projeto foi iniciado em 2018 e, no ano passado, visitamos a unidade e ficamos impressionados com a qualidade dessa estrutura. Gostaria de agradecer pela oportunidade de poder concretizar este sonho. Passaremos assumir a planta e fazer as adequações exigidas pela Aurora, que atende os mercados nacional e internacional”, pontuou.

 

Diversificação de renda - O vice-presidente da cooperativa, João Carlos Obici, destacou a importância do evento. “Este dia marca a entrada da Cocari em um novo segmento. É uma nova oportunidade para os nossos associados e sabemos que a cooperativa deve estar alinhada aos anseios dos produtores. Com este trabalho, demos um passo histórico com a criação de tilápias, oferecendo essa alternativa para a diversificação das fontes renda do produtor rural”, ressaltou.

 

Amplos benefícios - Representando a Central Aurora Alimentos, Gilmar Gruber, comentou a inauguração do projeto. “Acredito que todos acabam ganhando com esse novo investimento, quer seja o estado com a arrecadação de mais impostos; o município, com maior movimento econômico; a sociedade, com empregos; os produtores que terão a demanda para a sua produção; a Cocari que entra em um novo negócio e, por consequência aumenta o faturamento; e a Aurora, que pode ter a demanda para oferecer um produto de qualidade para o mercado”, explicou. 

 

Preparativos - O gerente industrial da Cocari, Fernando Sepulveda, falou sobre o início do contrato de concessão, pelo qual a Cocari assume mais uma unidade. “No segmento de Integração à Piscicultura, forneceremos desde a ração produzida em nossa fábrica em Mandaguari, até o processo final no frigorífico. Já temos uma quantidade significativa de peixes alojados, em torno de 1,5 milhão, em processo de engorda, para o início das operações na unidade, previsto para o período entre o final deste ano e início de 2022.”, informou. 

 

Contrato - O contrato para Concessão de Direito de Uso do Imóvel e Equipamentos junto à Cocari foi assinado no dia 11 de março deste ano, com o propósito de gerar empregos e renda, fomentar a produção de pescados, diversificar a cadeia produtiva, incentivar e fomentar a ampliação da renda familiar rural e promover o turismo e o agronegócio.

 

Estrutura - Instalada em uma área de mais de 53 mil m², a Unidade de Beneficiamento de Pescados tem 1,6 mil m² de construção, que abrange as áreas administrativa, industrial e demais dependências. A capacidade inicial instalada de abate é de até seis toneladas por turno de trabalho, porém foi traçado o objetivo de chegar ao segundo ano de operação com até 12 toneladas de peixes abatidos por dia. Para isso, serão integrados de 60 a 80 tanques de 5 mil m² de lâmina d’água, em média, para abastecimento da produção no primeiro ano de trabalho, área que pode dobrar a partir do segundo ano de atividade.

 

Empregos - Há expectativa de geração de 50 empregos diretos e formais ao final dos primeiros dois anos de atividade, podendo ser ampliada para mais de 75 empregos diretos após este período. Além destes, serão gerados outros postos de trabalho, com equipes de despesca, transporte, produção e outras atividades.

 

Construção - O projeto da unidade teve seus estudos iniciais entre os anos de 2005 e 2008 e foi aprovado pelos órgãos fiscalizadores, com a liberação dos primeiros recursos pelo Ministério da Agricultura no final de 2009. As obras iniciaram em 2010. A unidade de beneficiamento de pescados recebeu o nome de Luís Carlos Bufalo, em homenagem póstuma ao ex-vereador de família pioneira em Alvorada do Sul.

 

Visita às instalações - Após os pronunciamentos oficiais, foi feito o descerramento da placa que representa o contrato de concessão entre o município e a Cocari. Na sequência, os visitantes conheceram as instalações da unidade, conferindo a qualidade da estrutura onde serão realizados o abate e processamento de peixes. Com assessoria Cocari.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 13h31 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 11° Máx. 18°

18° Sensação
14.9 km/h Vento
65.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (10/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens
Terça (11/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 25°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias