Sábado, 15 de Junho de 2024
13°

Tempo limpo

Castro, PR

Educação DIÁLOGOS

Castrolanda promove diálogos sobre combate à violência infantil em escolas de Castro

A ação fez parte da campanha Maio Laranja, que busca conscientizar a sociedade sobre a importância de prevenir e combater a violência sexual contra crianças e adolescentes.

07/06/2024 às 13h33
Por: Redação
Compartilhe:
 Castrolanda promove diálogos sobre combate à violência infantil em escolas de Castro
Castrolanda promove diálogos sobre combate à violência infantil em escolas de Castro

A Cooperativa Castrolanda promoveu uma série de diálogos com alunos das escolas de Castro (PR) sobre a violência infantil. A ação fez parte da campanha Maio Laranja, que busca conscientizar a sociedade sobre a importância de prevenir e combater a violência sexual contra crianças e adolescentes, mas a cooperativa aproveitou o momento para conversar sobre o combate a todo o tipo de violência contra este público.

A iniciativa, realizada ao longo do mês de maio, contou com a participação de especialistas em Serviço Social e Educação, além de membros da cooperativa, que se uniram para levar informações e promover debates sobre o tema com mais de 260 alunos dos 5º e 6º ano do Ensino Fundamental de cinco escolas da rede pública e privada de Castro. Entre elas, algumas das participantes do projeto Crescer e Cooperar, que desenvolve cooperativas escolares dentro das instituições de ensino.

Milla Cristye, do Serviço Social da Castrolanda, destacou a importância de ações como essa para a formação de uma sociedade mais consciente e preparada para enfrentar e combater a violência infantil. "Nosso objetivo é levar conhecimento e criar um espaço seguro onde os alunos possam expressar suas dúvidas e preocupações. A informação é uma ferramenta poderosa na prevenção da violência", afirmou.

Continua após a publicidade
Anúncio

A supervisora de Cooperativismo da Castrolanda, Ananda Chuproski, ressaltou o papel social da cooperativa e a importância de envolver a comunidade escolar em discussões tão relevantes. "Como cooperativa, temos um compromisso não apenas com o desenvolvimento econômico, mas também com o bem-estar social. Envolver os jovens em diálogos sobre a violência infantil é essencial para construir uma sociedade mais justa e segura", disse.

 

Durante os encontros, os alunos participaram de palestras interativas e rodas de conversa, onde puderam aprender sobre os diferentes tipos de violência, como identificar situações de risco e quais recursos estão disponíveis para buscar ajuda. Além disso, foram distribuídos materiais educativos que reforçam os canais de denúncia e os direitos das crianças e adolescentes.

Continua após a publicidade
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias