Segunda, 26 de Outubro de 2020
42988489296
Pet Animais de estimação

FOB apoia o setor pet em pleno desenvolvimento em meio à pandemia

Com a necessidade de ficar em casa, cidadãos têm descoberto a necessidade de ter um animal ou ave de estimação

08/10/2020 09h32 Atualizada há 3 semanas
952
Por: Redação Fonte: Redação
 Em 2019, estima-se que mais de 25% da população Pet do Brasil está no estado de São Paulo.
Em 2019, estima-se que mais de 25% da população Pet do Brasil está no estado de São Paulo.

A Federação Ornitológica do Brasil tem a missão de orientar e apoiar criadores de aves domésticas e exóticas de todo o país. Atualmente, a instituição conta com um quadro de associados de mais de 6,5 mil filiados por meio de clubes e associações do setor.  

Em meio à pandemia, milhares de pessoas têm descoberto um meio de enfrentar a solidão ao ter em casa um animal ou ave de estimação. Este cenário tem sido comprovado em números. 

Segundo o Instituto Pet Brasil, o mercado deste setor atingiu um crescimento de 6%, tendo como projeção um faturamento de 37,5 bilhões até o fim deste ano. Todas as categorias de PET registraram altas. As aves são o segundo pet mais presente nos lares brasileiros, perdem somente para os cães.

Este “boom” mercadológico se apoia no fato de que as famílias, que ficam mais em casa por conta do isolamento social, decidiram adotar ou comprar um bichinho de estimação. 

A categoria de aves domésticas também está nesta esteira de crescimento e a FOB está aí para apoiar estes criadores. A orientação é só para a atividade de criação amadora destes pássaros e a entidade não trabalha com aves nativas. 

A Federação pode oferecer todo o apoio técnico às pessoas que decidem ter um amigo de penas em suas residências, com publicações sobre alimentação, cuidado veterinário, higienização de ambientes, dentre outras questões. 

Também dissemina a importância de ser um criador responsável, oferecendo não só carinho e amor aos pets de penas, mas condições veterinárias para aprimorar a qualidade de vida dos pássaros. 

A FOB está sempre em contato com seus associados por meio de publicações impressas ou digitais, por meio de seu site www.fob.org.br, no Facebook, Instagram e Youtube - @fob Brasil. 

Confira os dados do setor PET divulgados pelo Instituto Pet Brasil. 

 

DADOS CONSOLIDADOS DO 1º semestre 2020  

•            Passados os primeiros seis meses de 2020, o mercado pet brasileiro confirmou a projeção de crescimento de 6% em 2020, com leve alta em relação à prévia do 1º tri. Os dados são do IPB. Os números mais recentes levam em conta todo o primeiro semestre de 2020.  

•            A projeção atual calcula um faturamento de R$ 37,5 bilhões até o final deste ano, crescimento de 6,25% em relação aos seis primeiros meses de 2019, com destaque para alta de 22% em produtos veterinários e 12% em serviços veterinários.  

•            Para o novo cálculo, o IPB diluiu as compras por comércio eletrônico nas categorias por tipo de produto ou serviço. No entanto, a última previsão já apontava crescimento de 65% nesse tipo de canal de compra, ainda levando em consideração apenas os três primeiros meses do ano.  

•            Ao final dos seis meses, todas as categorias registraram alta. Chama atenção o número positivo em relação aos serviços gerais (alta de 4,69%) e venda de animais direto do criador (7,7%) dois segmentos que haviam apresentado queda durante o 1º tri de 2020. 

•            Em relação ao market share de cada segmento, pet food representa 48% das vendas, seguido por pet vet (13%) serviços veterinários (12%), serviços gerais (10%), venda de animais direto dos criadores (11%) e pet care (6%).  

•            As famílias passaram a ficar muito mais em casa, ou exclusivamente dentro de casa, e isso refletiu em maior cuidado e dedicação com os pets.  

•            De acordo com as estimativas mundiais atualizadas, o Brasil confirma sua posição como terceiro maior mercado mundial, atrás somente dos EUA e China. A atualização “desempata” o país em relação ao Reino Unido. 

  • A tendência é que, mesmo passada a pandemia e a crise do coronavírus, serviços digitais, como assinatura de produtos e o e-commerce mais aquecido tenham chegado para ficar.  
  • A maior concentração de pets do Brasil está na região Sudeste, com 47,52% dos animais de estimação. A atualização dos números confirma os dados divulgados anteriormente pelo IPB. Em 2019, estima-se que mais de 25% da população Pet do Brasil está no estado de São Paulo. Os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro aparecem em segundo e terceiro com a maior concentração de animais Pet, com 9,1% e 8,9%, respectivamente.  Com assessoria FOB.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 13h37 - Fonte: Climatempo
25°
Pancada de chuva

Mín. 14° Máx. 26°

25° Sensação
10.1 km/h Vento
52.6% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias