Sábado, 29 de Janeiro de 2022
15°

Chuva

Castro - PR

Agricultura SOJA

Sorriso, destaque no cenário da soja, tem oportunidade de elevar em até 11% a produção sem custo adicional

Escolha da melhor cultivar, época de plantio e população de plantas por hectare promoveria um salto na produtividade dos agricultores da região

06/12/2021 às 10h39
Por: Redação
Compartilhe:
Utilizando essas três informações - cultivar mais produtiva, a melhor época para o plantio e a população certa por hectare -, os 600 mil hectares analisados do município de Sorriso teriam um aumento de 11,4% na produção de soja, com um acréscimo na média
Utilizando essas três informações - cultivar mais produtiva, a melhor época para o plantio e a população certa por hectare -, os 600 mil hectares analisados do município de Sorriso teriam um aumento de 11,4% na produção de soja, com um acréscimo na média

O agricultor melhor informado é mais produtivo. Um exemplo disso está no caso analisado da cidade de Sorriso (MT), distante cerca de 400 km da capital Cuiabá.

Sorriso é um dos líderes mundiais na produção de soja, apresentou na última safra uma produtividade média de 61,48 sacas por hectare (sc/ha). Para atingir tal resultado plantou-se 86 cultivares distintas, e isso se deve, além da vontade de conhecer novas tecnologias, também a grande dificuldade de saber qual é de fato a melhor cultivar, que trará as melhores respostas em produtividade.

De acordo com informações do PlantUP, plataforma digital gratuita que auxilia o produtor na tomada de decisão, se os agricultores locais selecionassem as cinco cultivares que foram mais produtivas na região na safra anterior (considerando as com representatividade acima de 40 talhões), poderia ter um aumento de produtividade de 1,6 sc/ha, chegando a 63,08 sc/ha.

“Agora, além de selecionar as melhores cultivares, se os agricultores plantassem cada uma delas na sua melhor época e na melhor população de plantas, esse potencial seria ainda maior, ou seja, com essas três informações, chegaria a um aumento de 5,42 sc/ha. Assim, a produtividade média da região saltaria para 68,5 sc/ha”, explica o diretor comercial do Grupo ATTO, Marcelo Laurente.

Utilizando essas três informações - cultivar mais produtiva, a melhor época para o plantio e a população certa por hectare -, os 600 mil hectares analisados do município de Sorriso teriam um aumento de 11,4% na produção de soja, com um acréscimo na média de mais de sete sacas por hectare.

“Sabemos que não é tão simples assim, que nas propriedades existem outros fatores a serem analisados, como, por exemplo:  nematoides, ciclo, teor de argila do sol, etc., e nem todos os agricultores podem plantar exatamente essas cinco cultivares que foram as mais produtivas. Porém, tudo isso pode ser filtrado no PlantUP na hora da análise e, assim, saber qual a cultivar que se destaca e explorar o máximo potencial. A chegada do digital no agro está nos permitindo aprender mais rápido, ter acesso a informações que demoraríamos muito tempo ou nem tomaríamos conhecimento, permitindo sermos mais competitivos”, conclui Marcelo Laurente.

Como ter acesso às informações?

Uma plataforma digital gratuita, simples e de alto impacto é a resposta. PlantUP foi desenvolvida pela ATTO Intelligence para auxiliar os agricultores na tomada de decisão na escolha do melhor mix de cultivares, visto que, anualmente, 150 cultivares de soja são lançadas no mercado, além da oscilação do clima, doenças, terreno, população, entre outros desafios que acometem toda a safra.

Com PlantUP, o agricultor – independentemente da tecnologia que usa e do tamanho da propriedade – consegue descobrir na região onde sua propriedade está localizada quais são as melhores cultivares, as mais promissoras, melhor população de plantas, época de plantio ideal, a cultivar específica para determinado solo e um comparativo de como está sua produtividade frente a região, ou seja, um ranking de produtividade.

Outra vantagem é a possibilidade de se escolher a cultivar de soja de acordo com características de resistência a nematoides e doenças, aumentando ainda mais a assertividade. Também é possível cadastrar a cultura anteriormente plantada naquele talhão e, com isso, ter a opção de comparar a produtividade da sua cultura principal sobre diversas palhadas ou outras culturas que foram utilizadas.

Além disso, o agricultor tem a opção de indicar se determinado talhão apresentou algum tipo de “limitação de produtividade” como, por exemplo, clima, fertilidade ou manejo. Isso também ajudará a sofisticar e entender melhor alguns resultados quando estiver analisando a região.

Todas as informações cadastradas passam por um rigoroso processo de validação. No PlantUP os dados lançados são confiáveis e seguros, pois passam por algoritmos avançados de validação, rígido processo de auditoria, criptografia e anonimato das informações. O acesso à plataforma PlantUP acontece pelo site meuplantup.com ou pode ser baixado pela App Store ou pelo Google Play.

De acordo com o último levantamento, PlantUP tem cadastrado uma área total de 14 milhões de hectares, sendo 11,1 milhões somente de soja. São 2.324 agricultores de 510 municípios em 21 Estados.

“Os números ganham outros níveis se levarmos a experiência de Sorriso a todo o Brasil. Se usássemos a mesma proporção de oportunidade para o País na produção de soja, teríamos um aumento de 16,1 milhões de toneladas”, conclui Laurente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR Atualizado às 00h25 - Fonte: ClimaTempo
15°
Chuva

Mín. 14° Máx. 20°

Dom 20°C 14°C
Seg 23°C 15°C
Ter 26°C 15°C
Qua 27°C 16°C
Qui 25°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias