Quinta, 23 de Setembro de 2021

Muitas nuvens

Castro - PR

Agricultura NÍVEL DOS RIOS

Em um ano, ferramenta online do IAT sobre nível dos rios registra 4.500 acessos

Plataforma Hidroinfoparaná foi criada pelo Instituto Água e Terra com o objetivo de prover informações a respeito do nível dos rios, com base na chuva acumulada. Dados são atualizados toda quinta-feira e servem para tomada de decisão e para que a população entenda as medidas tomadas devido ao baixo nível dos rios, entre elas a proibição da pesca.

11/09/2021 às 13h21
Por: Redação
Compartilhe:
O Hidroinfoparaná foi criado com o objetivo de prover informações a respeito do nível dos rios, com base na chuva acumulada. Os dados são atualizados toda quinta-feira no site o IAT. - Curitiba, 10/09/2021 - Foto: SEDEST
O Hidroinfoparaná foi criado com o objetivo de prover informações a respeito do nível dos rios, com base na chuva acumulada. Os dados são atualizados toda quinta-feira no site o IAT. - Curitiba, 10/09/2021 - Foto: SEDEST

A ferramenta online criada pelo Instituto Água e Terra (IAT) com dados sobre o nível dos rios do Paraná completou nesta semana um ano de operação com 4.500 acessos. Disponibilizada no site do IAT, a plataforma Hidroinfoparaná contém informações sobre o nível de 51 rios do Estado, pertencentes a 16 bacias hidrográficas. Os dados são atualizados toda quinta-feira.

O IAT é um órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. A ferramenta Hidroinfoparaná foi criada para fornecer informações de precipitações pluviométricas e a cotas dos rios, dados considerados importantes, especialmente nessa época de grande escassez hídrica.

“As informações são fundamentais para que a população entenda as medidas que precisamos tomar devido ao baixo nível dos rios, entre elas a proibição da pesca”, explica o diretor-presidente do IAT, Everton Souza.

Por exemplo, devido à baixa vazão da Bacia Hidrográfica Rio das Cinzas e seus afluentes, a atividade da pesca está atualmente proibida na região do Norte Pioneiro. Ao longo da Bacia, as 15 estações telemétricas indicam cota abaixo da média, sendo a mais crítica, na região da Barra do Ribeirão das Antas, com índice 76% abaixo da cota média.

COTA – Ao todo, são 86 estações próprias do IAT fornecem informações para a plataforma online, de forma remota e em tempo real. Os dados são calculados e atualizados, considerando a cota atual do nível do rio em comparação com a cota média, definida conforme o histórico de cada região. A atualização acontece toda semana.

Segundo o gerente de Monitoramento e Fiscalização do IAT, Álvaro Cesar de Góes, o órgão obtém, ainda, informações de outras estações em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA) e também com o apoio de Estações da Copel e outras concessionárias de geração de energia, cobrindo todos os rios do Estado com monitoramento.

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS  De acordo com a chefe do Núcleo da Inteligência Geográfica e da Informação do IAT, Jaqueline Dorneles, a Hidroinfoparaná tem um papel importante na prestação de serviços à população e aos produtores paranaenses, que necessitam da outorga de Uso dos Recursos Hídricos.

“É uma forma, também, de cumprir com o nosso papel de oferecer transparência para a população, mesmo porque a ajuda da sociedade é fundamental para superar a crise hídrica em que vivemos atualmente”, explicou Jaqueline.

Na plataforma online, as informações sobre chuva e nível dos rios também são mostradas através de gráficos. É possível consultar os dados com filtros como rio e unidade hidrográfica, além dos dados e gráficos específicos de cada estação. Fonte AEN.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR Atualizado às 02h32 - Fonte: ClimaTempo
Muitas nuvens

Mín. Máx. 19°

Sex 22°C 8°C
Sáb 21°C 11°C
Dom 25°C 12°C
Seg 28°C 13°C
Ter 31°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias