Sexta, 16 de Abril de 2021 12:07
42988489296
Dólar comercial R$ 5,62 -0.16%
Euro R$ 6,73 -0.16%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.26%
Bitcoin R$ 366.115,77 -3.037%
Bovespa 120.782,39 pontos +0.07%
Agricultura COMBATE INCÊNDIO

SENAR-PR oferece curso para combate a incêndios no meio rural

Formação gratuita foi criada após período de prolongada estiagem no Paraná

06/04/2021 15h03 Atualizada há 1 semana
208
Por: Redação
Nesta nova iniciativa, segundo o técnico do Departamento Técnico (Detec) do SENAR-PR Neder Corso, a ideia é levar essa formação para áreas além das indústrias de base florestal, como cooperativas, agroindústrias e usinas sucroalcooleiras.
Nesta nova iniciativa, segundo o técnico do Departamento Técnico (Detec) do SENAR-PR Neder Corso, a ideia é levar essa formação para áreas além das indústrias de base florestal, como cooperativas, agroindústrias e usinas sucroalcooleiras.

Os anos de 2019 e 2020 foram marcados por uma severa estiagem, que castigou lavouras, pastagens e florestas, ocasionando um aumento nos focos de incêndio no Paraná. Em face desta realidade e das demandas do setor produtivo, o SENAR-PR criou o curso “Prevenção e combate aos incêndios no meio rural”, que passa a ser oferecido este ano no catálogo da entidade, com turmas já agendadas desde janeiro. Basta acessar o site clicando aquipara verificar as próximas datas e locais de realização da capacitação.

O SENAR-PR já disponibilizava outra formação voltada ao combate de incêndios. Desde 2010, a instituição oferta o curso “Prevenção e combate aos incêndios florestais”, voltado ao combate ao fogo nos cultivos florestais.

Nesta nova iniciativa, segundo o técnico do Departamento Técnico (Detec) do SENAR-PR Neder Corso, a ideia é levar essa formação para áreas além das indústrias de base florestal, como cooperativas, agroindústrias e usinas sucroalcooleiras.

“Em função de um ano atípico, de muita seca, tivemos muitos focos de incêndios. Com isso surgiu a demanda de curso que trouxesse o conhecimento sobre o fogo e as técnicas para o combate a incêndios florestais e ambientais”, explica.

Fazendo uma relação com o meio urbano, quando se trata de edifícios existem brigadas de incêndio e um treinamento específico para o combate ao fogo nestes espaços, o que não ocorre com incêndios ambientais e florestais. “Nos incêndios prediais, cuja formação de brigadistas é regulamentada pela NPT 017 do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar, há utilização de extintores e sistemas de hidrantes em situações de combate. Nos incêndios ambientais, os equipamentos de combate são outros, com utilização de bombas costais e ferramentas manuais como abafadores, enxadas e pás”, esclarece o técnico do DTE.

Para preparar os instrutores do curso foram necessários dois eventos de formação: um na área de primeiros socorros, realizado no Centro de Treinamento Agropecuário (CTA) do SENAR-PR em Ibiporã (Norte), e outro na área de prevenção e combate a incêndios florestais, promovido em parceria com uma empresa que disponibilizou infraestrutura e equipamentos para a realização das práticas.

De acordo com o instrutor do SENAR-PR Luiz Paulo Corso, que ministra o curso, o principal objetivo da iniciativa é capacitar os participantes para atuarem na prevenção e combate à ocorrência de incêndios e os primeiros socorros, protegendo a vida e o patrimônio e reduzindo os danos ao meio ambiente.

“É muito importante manter as equipes bem treinadas para atuarem de forma correta, tanto na aplicação de uma queima controlada, planejada, bem como na ocorrência de um incêndio acidental, agindo com rapidez e conhecimento na solução do problema”, avalia o instrutor.

Na opinião da instrutora do SENAR-PR Juçana Farina, que também ministra a capacitação, um dos grandes equívocos da população rural é o desconhecimento de como proceder em uma situação de incêndio. “É sempre importante ter conhecimento, cautela e uma equipe preparada para, caso seja necessário, entrar em ação. Isso evita a perda de vidas”, considera.

A própria Juçara já passou por situação extrema neste sentido. “Tive uma experiência no sítio em que o fogo fugiu do controle. Tinha por volta de 10 anos e lembro de meu irmão mais velho desesperado tentando apagar o fogo. Depois de muito desespero e já quase sem fôlego, apagamos o incêndio. Hoje fico pensando que se naquela época soubesse o comportamento do fogo, teria podido agir com muito mais segurança”, avalia. Fonte Senar/PR.

SERVIÇO

Curso: Prevenção e combate aos incêndios no meio rural

Carga Horária: 24 horas

Conteúdo: Técnicas de combate aos incêndios florestais, ferramentas e os equipamentos utilizados na abertura de aceiros e no combate direto ao fogo

Inscrição: sistemafaep.org.br, na seção Cursos

Curso: Prevenção e combate aos incêndios florestais

Carga Horária: 16 horas

Conteúdo: Conhecimentos sobre o fogo e o processo de combustão, tipos de incêndios florestais e suas formas de propagação

Para se inscrever, clique aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 12h05 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 25°

23° Sensação
11.1 km/h Vento
56.8% Umidade do ar
67% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 24°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (18/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias