Terça, 09 de Março de 2021 04:06
42988489296
Dólar comercial R$ 5,78 1.668%
Euro R$ 6,85 +1.2%
Peso Argentino R$ 0,06 +1.7%
Bitcoin R$ 331.797,08 +4.806%
Bovespa 110.611,58 pontos -3.98%
Agricultura MONITORAMENTO

Fazenda de cítricos é a primeira no mundo 100% monitorada por sensores inteligentes

Propriedade no Brasil utiliza tecnologia desenvolvida pela startup Adroit Robotics, que avalia milhões de frutos um a um, analisa condições das árvores, faz estimativas de safra e detecta pragas e doenças

18/01/2021 09h06 Atualizada há 2 meses
6.249
Por: Redação
Para auxiliar os citricultores, a Adroit Robotics, uma startup brasileira, desenvolveu, especialmente para a citricultura, uma tecnologia inovadora e única no mercado. Chamada de LeafSense, esta combina inteligência artificial e sensores inteligentes, que
Para auxiliar os citricultores, a Adroit Robotics, uma startup brasileira, desenvolveu, especialmente para a citricultura, uma tecnologia inovadora e única no mercado. Chamada de LeafSense, esta combina inteligência artificial e sensores inteligentes, que

O cultivo de cítricos é um mercado de grande importância para o Brasil. A laranja por exemplo, é fundamental para o País, maior produtor mundial da fruta e que representa 80% da exportação de suco. Embora seja uma cultura fundamental, o setor ainda é carente de tecnologias exclusivas para ajudar os produtores a obter maior produtividade. A maiorias das soluções existentes no mercado, como monitoramento por drones, por exemplo, foram desenvolvidos para outros cultivos e posteriormente adaptados aos pomares.

Para auxiliar os citricultores, a Adroit Robotics, uma startup brasileira, desenvolveu, especialmente para a citricultura, uma tecnologia inovadora e única no mercado. Chamada de LeafSense, esta combina inteligência artificial e sensores inteligentes, que permite aos produtores finalmente aplicar agricultura de precisão em seus pomares, otimizando a produtividade e reduzindo custos.

“Nossos sensores capturam imagens de altíssima resolução, com uma visão frontal da árvore, analisam frutos e árvores um a um e entregam análises precisas de produtividade e saúde do pomar. Estágio de maturação, quantidade e calibre dos frutos, densidade das árvores, volume das copas e frutos no chão. Além de estimativas de safra, detecção de pragas e inventário de árvores, de forma totalmente automatizada. É como uma ressonância magnética do pomar”, explica Angelo Gurzoni Jr, um dos sócios fundadores da empresa.

Todas essas vantagens despertaram o interesse do grupo Alfacitrus, um dos 5 maiores produtores de laranjas e tangerinas do Brasil. Por ano, produzem cerca de 1,5 milhões de caixas das frutas que abastecem o mercado interno, centros de distribuições e grandes redes de varejo, como o Carrefour, um dos maiores clientes do grupo.

Com 1.600 hectares de pomares, o grupo tem propriedades nas cidades de Botucatu, Engenheiro Coelho e Mogi Mirim, todas localizadas no interior paulista. De acordo com Pedro Luiz Fávero Filho, engenheiro agrônomo e gerente agrícola da fazenda, o primeiro contato com a ferramenta Leafsense foi em 2018. Acharam interessante a solução oferecida e resolveram apostar na ideia. “Começamos auxiliando a startup com experimentos, fornecendo algumas informações, e validando os resultados a campo para aperfeiçoar a solução. De lá até o começo de 2020 foi assim, apenas testes”, destacou.

Muito animados com os dados obtidos nos experimentos, e confiantes que a ferramenta estava no caminho certo, resolveram aplicar a tecnologia em 100% da área de uma das fazendas do grupo, (cerca de 270 hectares) nesta safra 2020/2021. De acordo com Fávero Filho, vários fatores motivaram a aposta definitiva nos sensores, “uma vez que se trata de uma tecnologia de monitoramento desenvolvida exclusivamente para o setor de citros, por profissionais especializados e isso é um grande diferencial”.

Combate dos danos por doenças

A solução da Adroit ajuda também a resolver um dos grandes gargalos da produção de cítricos, o controle de inventário de árvores. Por conta de doenças altamente destrutivas que afetam os pomares, muitas delas são erradicadas e os produtores não conseguem gerenciar a tarefa de replantio e cuidado das mudas. A bactéria causadora do greening, por exemplo, faz com que árvores novas afetadas não cheguem a produzir e as adultas em produção sofram queda prematura de frutos e definhem ao longo do tempo. Elas precisam ser erradicadas e substituídas.

“O manejo da doença exige que se erradique a planta e, se você tiver interesse de seguir, tem que replantar. Isso vai tomando uma dimensão que chega no instante em que você tinha mil plantas no início, e vai replantando tanto, que perde o controle. E muita gente não faz o acompanhamento da erradicação. Isso vai interferir diretamente na produtividade. Com os sensores da Adroit, conseguimos ter esse controle. Fazendo essa leitura, é possível ter um diagnóstico de plantas doentes para assim fazer a varredura”, destaca Fávero Filho.

Contagem e classificação confiável de frutos

Outra grande vantagem da tecnologia é a contagem de frutos nas árvores e a leitura de frutas no chão. Segundo o gerente agrícola, para o grupo, que tem a maioria das vendas focadas nas frutas in natura, ter frutos de calibre mais alto significa maior faturamento. “Quando se trabalha com a indústria, o tamanho não compromete, mas para nós ter frutas maiores é um grande diferencial no mercado”, destaca.

Planejamento facilitado

Os sensores da Adroit também possibilitaram à Alfacitrus melhor planejamento da safra. Com a contagem das árvores e frutos ainda em campo, é possível desenvolver uma estimativa de safra precisa. Desta maneira, conseguem ter um diagnóstico de quais talhões tem porcentagens de frutas maiores para selecionar a colheita e mandar para o packing house. Para quem não está habituado, o packing house é uma instalação onde elas são recebidas, selecionadas, lavadas e empacotadas, antes da distribuição no mercado.

Segundo Fávero Filho, os testes já comprovaram que a tecnologia pode proporcionar um rendimento melhor no packing house, pois a seleção das frutas maiores já começa no campo. “Além de termos um ganho maior na seleção para a embalagem, podemos deixar as menores que ainda podem se desenvolver mais tempo no pomar. As vezes a fruta está pronta, mas ela tem ainda espaço para crescimento”, afirma.

Sobre  - A Adroit Robotics é uma startup desenvolvida por mestres e doutores em computação e um time de agrônomos com o objetivo de reinventar o monitoramento dos pomares. A empresa criou a tecnologia LeafSense que combina Inteligência artificial e sensores inteligentes para possibilitar a
Agricultura de Precisão na fruticultura, otimizando a produtividade e reduzindo custos. Mais informações: https://adroitrobotics.com.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Castro - PR
Atualizado às 03h49 - Fonte: Climatempo
16°
Muitas nuvens

Mín. 15° Máx. 28°

16° Sensação
8.4 km/h Vento
96.2% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (10/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 25°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (11/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias