Terça, 04 de Agosto de 2020
42988489296
Dólar comercial R$ 5,31 1.834%
Euro R$ 6,25 +1.688%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.801%
Bitcoin R$ 63.043,2 -1.588%
Bovespa 102.829,96 pontos -0.08%
Agricultura Hortaliças

Embrapa lança cultivar de cenoura para sistema orgânico na AgroBrasília Digital 2020

Desenvolvida pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Hortaliças (Brasília/DF), a cenoura BRS Paranoá possui alta resistência à queima-das-folhas, principal doença que afeta a cultura nas regiões produtoras do Brasil. Ela é recomendada para plantio no período do verão.

08/07/2020 15h13
305
Por: Redação Fonte: Redação
A cenoura BRS Paranoá atinge os mesmos patamares de produtividade e suporta a queima-das-folhas sem a necessidade de utilizar qualquer defensivo agrícola. Raízes recém-colhidas da cultivar de cenoura BRS Paranoá - Foto: Agnaldo Carvalho
A cenoura BRS Paranoá atinge os mesmos patamares de produtividade e suporta a queima-das-folhas sem a necessidade de utilizar qualquer defensivo agrícola. Raízes recém-colhidas da cultivar de cenoura BRS Paranoá - Foto: Agnaldo Carvalho

A primeira cultivar de cenoura do mercado nacional desenvolvida e recomendada para o sistema orgânico de produção, a cenoura BRS Paranoá, foi lançada na edição desse ano da AgroBrasília, em uma plataforma digital. O lançamento foi terça-feira (7), às 10h, em um evento ao vivo transmitido pelo canal da Embrapa no YouTube.

Desenvolvida pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Hortaliças (Brasília/DF), a cenoura BRS Paranoá possui alta resistência à queima-das-folhas, principal doença que afeta a cultura nas regiões produtoras do Brasil. Ela é recomendada para plantio no período do verão, época com condições mais adversas para o plantio da raiz e entressafra das cultivares convencionais plantadas no inverno, o que abre uma janela valiosa de mercado.

 

“A cenoura BRS Paranoá foi validada nas condições ambientais do Distrito Federal, tendo se mostrado muito produtiva e estável”, informa o agrônomo e pesquisador Agnaldo Carvalho. Em um ensaio comparativo com outras três cultivares bastante plantadas por produtores orgânicos, a cenoura BRS Paranoá obteve uma produtividade média de 32,3 toneladas por hectare, mais de 3 t/ha à frente da segunda colocada na avaliação.

Segundo Carvalho, o lançamento da cultivar em um evento com o porte da AgroBrasília é uma ótima oportunidade para apresentar ao setor produtivo a nova cultivar, especialmente se considerar a particularidade do Distrito Federal e entorno, uma região que concentra muitos produtores orgânicos de cenoura. “No formato digital, teremos a chance de expandir essa divulgação para agricultores de outras regiões do país que, muito provavelmente, não visitariam presencialmente a feira”, pondera.

Colheita da cenoura BRS Paranoá - Foto: Agnaldo Carvalho

 

Alta resistência e menor custo de produção

A BRS Paranoá destaca-se pela alta resistência ao complexo de bactérias e fungos causadores da queima-das-folhas, doença que está entre os fatores mais limitantes para o cultivo de cenoura no Brasil.

“O índice de desfolha da cultivar BRS Paranoá por doenças foliares fica abaixo de 10%, mesmo sem nenhuma aplicação de produtos para o controle da doença. Ela é uma opção bastante atraente para o produtor de cenoura, com reflexos nos custos de produção e na qualidade das raízes”, argumenta Carvalho.

Mesmo diante de temperatura elevada e excesso de chuvas, condições típicas do verão, as raízes atingem o tamanho comercial desejável no momento da colheita, sem destruição da área foliar. “Mesmo nos cenários mais desfavoráveis, o desfolhamento da cenoura BRS Paranoá permanece inferior a 10%, enquanto outras variedades comerciais próprias para o período do verão podem atingir um índice de desfolha de até 40%”, quantifica.

A cenoura BRS Paranoá atinge os mesmos patamares de produtividade e suporta a queima-das-folhas sem a necessidade de utilizar qualquer defensivo agrícola. “Ela alcança o período da colheita aos 90 dias após a semeadura, com desfolhação mínima e zero fungicida, diferentemente dos híbridos convencionais, cuja produção só é possível com a utilização de pesticidas”, compara o pesquisador.

Ele acrescenta que o setor produtivo vivencia um momento interessante para a rastreabilidade de produtos agrícolas, o que deve ser um impulso importante para toda a cadeia produtiva buscar a redução de agroquímicos e a adoção de cultivares que apresentem bons resultados em sistemas mais sustentáveis. Fonte Embrapa.

Aspecto das folhas da cultivar de cenoura BRS Paranoá, sem índicios de ocorrência de queima-das-folhas - Foto: Agnaldo Carvalho

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Grossa - PR
Atualizado às 08h52 - Fonte: Climatempo
12°
Nevoeiro

Mín. Máx. 22°

12° Sensação
11.1 km/h Vento
79.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (05/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 10° Máx. 23°

Sol com algumas nuvens
Quinta (06/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 24°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias